Google volta a alertar sobre risco de mudança no relógio de celulares mesmo com cancelamento de horário de verão

Google volta a alertar sobre risco de mudança no relógio de celulares mesmo com cancelamento de horário de verão

Medida já não vale no país, mas alguns aparelhos podem fazer atualização do relógio automaticamente. Isso porque, em 2018, o horário de verão começou dia 3 de novembro. Mesmo com horário de verão revogado, alguns smartphones marcaram horários diferentes no último dia 20, por causa de atualização automática

G1

O Google voltou volta a alertar sobre risco de mudança no relógio de celulares mesmo com cancelamento de horário de verão. A empresa orienta que donos de aparelhos com sistema Android no Brasil alterem as configurações automáticas de data e hora.

No ano passado, a mudança no horário começou no dia 3 de novembro, mais tarde do que costumava acontecer. Para este ano, o horário de verão foi revogado pelo presidente Jair Bolsonaro.

Tradicionalmente, o horário de verão no Brasil começava em outubro. No último dia 18, as operadoras de telefonia disseram que tinham "desprogramaram a alteração" em suas plataformas, "de acordo com o novo decreto presidencial". Mas, no dia 20, alguns usuários constataram a mudança de horário automática em seus aparelhos.

O Google sugere manter a desativação até o dia 16 de fevereiro, quando o horário de verão chegaria ao fim, se ainda estivesse em vigor.

Como desabilitar a configuração automática no Android:

Entre no menu de configurações;

Entre na opção "Sistema" (segundo o Google, dependendo do aparelho este passo pode ser pulado);

Escolha as opções de "Data e Hora";

Desativa as funções "Data e hora automáticas" e "Fuso horário automático".

Veja também: como desabilitar no iPhone