Homem é preso sete meses após matar a companheira em Mosqueiro

Por Portal Ananindeua em 04/05/2022 às 08:43:11

Claudenor Sobral da Silva ou somente Cláudio, como também é chamado, é o principal acusado de ter cometido feminicídio contra a companheira dele, Leni Alves da Silva, em outubro de 2021, no bairro do Aeroporto, na Ilha de Mosqueiro, distrito de Belém. Nesta terça-feira (3), após sete meses foragido, ele foi preso pela polícia, em Belém, no bairro do Jurunas.

À equipe de policiais da 9ÂȘ Seccional Urbana de Mosqueiro, que cumpriu o mandado de prisão expedido pela juíza Graça Alfaia, o acusado confessou a autoria do crime e disse estar arrependido do que fez. Ele também comentou que o fez por ciúme e queria pedir perdão para os familiares da vítima.

Pela legislação, o crime de feminicídio é o homicídio cometido contra mulheres, motivado por violência doméstica ou discriminação de gênero. Claudenor contou que estava vivendo durante todo este tempo escondido no forro de uma casa, no bairro do Jurunas. Ele disse aos policiais que ficava, praticamente, o tempo todo escondido, de dia e de noite.

O acusado contou, ainda, que acompanhava as notícias pelas redes sociais e tinha medo de ser encontrado, mas ao mesmo tempo afirmou que sua prisão era uma questão de tempo, o que acabou acontecendo nesta terça-feira.

No Código Penal, o feminicídio figura como um tipo específico de crime, com pena de reclusão de 15 a 30 anos. A partir de agora, Claudenor está à disposição da Justiça.
Tags:   Belém
Comunicar erro

ComentĂĄrios